• Programa Tradetur

Companhias aéreas retomam gradativamente as atividades em maio


Foto: Roosevelt Cassio/Reuters

Para evitar a paralisação completa do transporte aéreo brasileiro, devido a pandemia de Covid-19, a ANAC conduziu a construção de uma malha aérea essencial, na qual as companhias aéreas brasileiras passaram a operar com redução significativa das frotas.

A redução foi de 91,6% em relação a originalmente prevista pelas empresas para o período.


A pedido do Governo Federal, foram distribuídos nos 26 estados, voos que permitissem mantê-los interligados, garantindo assim que nenhum ficasse sem operação aérea. No momento, esse transporte tem sido de grande importância para o deslocamento de itens indispensáveis (especialmente de saúde) e dos profissionais envolvidos no combate a pandemia.


Em decreto publicado no Diário Oficial da União, no dia 29 de Abril, o presidente Jair Bolsonaro incluiu o transporte interestadual e internacional de passageiros como serviço essencial.

Fonte: Agência Nacional de Aviação Civil

RETOMADA DAS ATIVIDADES A PARTIR DE MAIO


Aos poucos o setor vem planejando a retomada das atividades de maneira gradual e segura. Companhias nacionais e estrangeiras já divulgaram o aumento no número de rotas e frequência a partir de maio.


A Gol Linhas Aéreas, que chegou a reduzir suas operações de 800 voos por dia para 50 voos diários, anunciou atualizações em sua malha aérea essencial de maio, adicionando novos horários em boa parte dos estados brasileiros, no período que vai de 4 a 31 de maio, além de voos adicionais a partir do dia 24.


Com a expectativa de leve aumento da demanda, a empresa expande suas operações na região de maior densidade populacional do Brasil, o Sudeste, criando rotas complementares à malha tradicional. Temporariamente suspensa durante a pandemia da Covid-19, a ponte-aérea Santos Dumont-Congonhas terá voos que vão proporcionar comodidade àqueles que precisam desembarcar em pontos mais centrais do Rio de Janeiro e de São Paulo.


Quanto aos destinos internacionais, a empresa declarou que manterá as operações suspensas até o final de junho.

Para conferir as opções de voos disponíveis pela Gol basta clicar aqui.


A companhia Azul, fechou o mês de abril com sua frota atuando em 24 destinos nacionais e 3 destinos internacionais.

No mês de maio novos destinos serão acrescentados, aumentando assim sua operação doméstica. Serão 11 novos destinos, sendo eles: Londrina (PR), Foz do Iguaçu (PR), Navegantes (SC), Marabá (PA), Fortaleza (CE), Chapecó (SC), Teresina (PI), São José do Rio Preto (SP), Sinop (MT), Araçatuba e Bauru (SP).

Quantos aos voos internacionais, três destinos vem sendo mantidos no aeroporto de Viracopos, em Campinas. Sendo eles: Orlando (USA), Fort Lauderdale (USA) e Lisboa (POR). Neste mês, a intenção é de aumentar a frequência da rota Campinas – Fort Lauderdale de uma para duas vezes semanais.

Voce pode conferir as opções de voos disponíveis pela Azul clicando aqui.


Já a Latam, maior companhia aérea da América do Sul, continua com redução de voos em maio. O objetivo é manter uma conexão mínima nos países. Sua frota conta atualmente com 25 destinos, sendo São Paulo - Miami, o único internacional. A Latam segue avaliando de forma contínua essas medidas com base nas restrições de viagem nos diferentes países e na queda da demanda.


“Diante desse cenário adverso, é inevitável que o Grupo e suas subsidiárias redimensionem seu tamanho e a forma como operam” disse o CEO do Grupo Latam Airlines, Roberto Alves.


Para ver as opções de voos disponíveis pela Latam basta clicar aqui.


Foto: Ricardo Moraes/Reuters

MEDIDAS DE PROTEÇÃO

Para garantir a segurança de seus passageiros e funcionários, protocolos sanitários rigorosos vem sendo adotado.


Medidas técnicas de distanciamento social, como desligamento de totens e adesivos para demarcar a distancia mínima durante o processo de embarque e a bordo, fechamento de sala VIP dos aeroportos e a eliminação do serviço de cabine, ja vem sendo aplicadas. Os clientes são instruídos a utilizarem os canais digitais para emissão de bilhetes, realizar check-in e tirar dúvidas, afim de evitar aglomerações de pessoas.

Nas aeronaves, álcool em gel está sendo disponibilizado para todos. E a partir deste mês, as companhias aéreas passarão a exigir que os passageiros utilizem máscara durante os voos, com o objetivo de evitar a disseminação do vírus.

Medidas adicionais de limpeza e higienização das aeronaves vem sendo praticadas durante as paradas em solo e pernoites, com atenção redobrada aos locais em que os passageiros possam ter contato, como cintos de segurança, bandejas das poltronas, apoios de braços, persianas e bagageiros da cabine.


Ja nos aeroportos a medição de temperatura virou motivo de disputa entre governo estadual e federal. Estados, como o Distrito Federal e Rio de Janeiro, estão tirando a temperatura de passageiros após o desembarque em aeroportos internacionais como medida preventiva. Outros Estados, como a Bahia, já recorreram à Justiça contra a Anvisa para conseguir medir a temperatura dos passageiros, em operações chamadas de barreiras sanitárias.


Quando argumentado sobre o assunto pela agência BBC NEWS, o governo federal, por meio da ANVISA, escreveu que este procedimento "não tem fundamento científico e não está entre as medidas previstas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e internalizadas no Brasil”.

A companhia aérea Azul informou que adotará a aferição de temperatura de seus tripulantes como parte do seu protocolo.


No exterior, a companhia Delta Air Lines afirmou que reduzirá a capacidade de assentos em seus voos. O limite será de 50% da capacidade na primeira classe e 60% para outras categorias de passagens até 30 de junho. A empresa também planeja restringir a venda de alguns assentos de corredor e janela.

RECOMENDAÇÕES:

Acompanhe as orientações do Ministério da Saúde e ANVISA para prevenção do coronavírus:


  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão ou use álcool gel 70%;

  • Ao tossir ou espirrar, proteja o nariz e a boca com a dobra do braço ou com lenço descartável. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos;

  • Evite contato com pessoas doentes;

  • Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;

  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

  • Use máscara de pano quando precisar sair de casa. Esta é mais uma forma de reforçar a proteção contra o coronavírus, junto com o distanciamento social, lavagem das mãos e etiqueta respiratória.

  • Recomendações em caso de sintomas: Tem uma gripe leve? Aguarde em casa. Tem febre e tosse? Procure um posto de saúde. Está com falta de ar? Vá à emergência do hospital mais próximo


47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo