• Programa Tradetur

A Índia por Martha Salles - ATF Viagens

Atualizado: 28 de Jun de 2020


A Índia fascina, na verdade ela causa várias impressões em um curto espaço de tempo, e aí está o seu maior encanto.



É um país extremamente diverso: compleições, vestimenta e religiões, uma sociedade estratificada em castas - abolidas por lei desde 1947 na sua independência.

Isto é possível? Não! Não se tira centenas de anos de um modo de viver por decreto de lei, os costumes estão cristalizados no Indiano. 



A pobreza existe e o contraste é enorme. Aqui os extremos se ressaltam, um mundo composto de dois mundos: o moderno x o tradicional, a riqueza x a pobreza, mas a fé é o que os une. Há oferendas e templos por toda parte, a espiritualidade e a energia desse lugar são inacreditáveis.

Tudo me fascina na Índia e como disse acima a fé que abunda por todos os lados, tudo é baseado nela, e isto se flagra por toda a parte, tudo faz um sentido na Índia basta observar e tentar entendê-la.



Na religião hinduísta não se acredita na interferência divina na vida das pessoas, mas existe, sim, a crença de que os acontecimentos na vida são consequência de atitudes, o conhecido “cada um colhe o que planta”.



O fato de cada pessoa pertencer a uma casta é reflexo de uma vida anterior, com isso, o sistema de castas é sustentado pela doutrina do carma. O indivíduo pode melhorar seu carma, e assim conseguir uma vida melhor, mas somente na próxima encarnação.



Enquanto isso, na existência atual, três principais correntes dentro do hinduísmo devem nortear seus fiéis: a via do sacrifício, a via do conhecimento e a via da devoção. O principal objetivo delas é garantir a libertação do constante círculo de migração do espírito, após a morte. 

Poderia falar aqui por várias linhas da cidade azul, rosa, de Agra que acolhe o icônico Taj Mahal o mausoléu construído para eternizar o maior amor do mundo, mas da Índia não fala, se sente.



A Índia te acolhe, causa encantamento e perplexidade, mas entendam uma coisa, você não aparece na Índia, ela te chama na hora que você está pronto para ela, estar aberto para o diferente e diverso é pré-requisito para voar para Índia.

Saia da redoma do vidro que limita o turista, envolva-se e conviva com ela pois o princípio do amor é o contato.



Um conselho: Não deixe seu pre-conceito é nem a falta de informações te desviarem de um dos destinos mas mágicos e diversos do mundo. A Índia tem muito para  te ensinar, e com um pouco de preparo e muito coração aberto, eu tenho certeza que você vai amar.


Namastê



http://atfviagens.com.br/

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo